Como identificar se você tem cárie?

Você acha que pode estar com cárie?

A cárie dentária, ou simplesmente cáries, ainda é uma das doenças mais persistentes, mais comuns e disseminadas, mas é também uma das mais evitáveis.

Existem alguns sinais que podem ser notados para que você descubra se tem ou não cárie. Mas antes, que tal entender um pouco sobre o que é a cárie e como ela se forma?

Existem alguns sinais que podem ser notados para que você descubra se tem ou não cárie. Mas antes, que tal entender um pouco sobre o que é a cárie e como ela se forma?

É causada por tipos específicos de bactérias, que produzem ácidos que danificam o esmalte do dente e a dentina que é a camada abaixo do esmalte. Esse ácido é produzido quando os açúcares presentes em alimentos e bebidas reagem com essas bactérias específicas. O ácido produzido causa uma perda de cálcio e fosfato do esmalte. O resultado é a formação de cáries dentárias.

Você sabia que a saliva age como uma importante defesa natural contra a cárie? Isso porque a saliva dilui e neutraliza o ácido produzido pela bactéria. Além disso, a saliva tem reservas desses minerais (cálcio e fosfato) que formam o dente, podendo devolver ao dente esse cálcio e fosfato perdido.

Quer saber se você tem cárie? A OdontoSP ajuda você a identificar esses sinais e sintomas, vamos lá:

1 – dor de dente: parece rotineiro ouvir isso não é? Mas a dor de dente é o que geralmente leva as pessoas a procurar uma ajuda profissional. Quando você come um chocolate ou algo doce, ou até uma água gelada, ou algo quente e de repente sente uma dorzinha, se prepare, você provavelmente tem cárie.

2 – manchas escuras: você de repente descobre um ponto preto no seu dente e já logo pensa em cárie, mas… nem toda mancha é cárie, ás vezes, pode ser por um consumo alto de café ou cigarro por exemplo, que mancham os dentes, por isso, é sempre aconselhável procurar um dentista.

3 – manchas brancas: o que podem ser? Manchas brancas também incomodam esteticamente, mas o problema pode não ser somente estético, pois a mancha branca indica um processo inicial da cárie.

4 – cavidades nos dentes: os famosos buraquinhos, esse sem dúvida é o sinal mais evidente de uma cárie.

Esses são os sinais mais fáceis de você identificar se tem ou não cárie, mas é sempre bom lembrar que a cárie quando está em seu estágio inicial, não tem sintomas, por isso, é sempre bom procurar um profissional que é capaz de identificar a cárie em seu primeiro estágio, onde o dano é menor. Melhor que tratar é sempre prevenir.

Falando em prevenir cáries, anote essas dicas:

1 – crie uma rotina de higienização dos dentes: óbvio que de todas as dicas que aqui vamos dar, essa é a mais importante, e nada mais justo ficar em primeiro lugar. O ideal e que sempre você ouve e lê em todos os lugares é que a escovação se faz necessário a cada refeição. Não custa nada colocar uma escova de dentes e um creme dental na sua bolsa ou mochila, que além de prevenir a cárie, previne também o mau hálito (ninguém merece ficar com bafo). É importante lembrar que a escova de dentes deve ser trocada a cada 3 meses.

2 – corte açúcares: para algumas pessoas essa dica é fácil, mas para outras, isso já é um desafio. Durante o dia, talvez no trabalho ou mesmo em casa, entre uma refeição e outra, ou mesmo uma sobremesa você recorre a um doce, tente trocar esse hábito por uma fruta por exemplo. Se isso realmente for impossível e não quiser abandonar os doces, é importante escovar os dentes e usar o fio dental, se não estiver em casa, você pode beber água em seguida e enxaguar a boca.

3 – diminua suas alimentações durante o dia: você é do tipo de pessoa que “belisca” o tempo todo entre uma refeição e outra? Talvez uma bolachinha ou um salgadinho? Veja bem, aqui não estamos falando em ficar com fome, mas se você ingere alimentos durante o dia todo, terá uma maior possibilidade de adquirir cáries e também ninguém quer engordar não é? O ideal é 4 refeições ao dia: café da manhã, almoço, café da tarde e jantar.

4 – use o fio dental: o que talvez não se fala muito seja na importância do fio dental. O fio dental é essencial para prevenir a cárie, já que ele remove restos de alimentos que ficam entre os dentes e a escova não alcança. O fio dental é extremamente importante também na saúde da gengiva, não deixe de usar.

5 – beba água: lembra que nós falamos sobre a importância da saliva, pois então, uma boca seca pode aumentar as chances de você ter cárie. Além disso, você pode enxaguar a boca como falamos antes também. Você já notou que em cafeterias, quando você pede um café, vem acompanhado de um copo com água ou num restaurante, quando se pede um vinho vem junto uma taça de água? Serve para retirar o hálito ou o sabor que pode ficar, mas isso também é importante para evitar cáries.

6 – pare de fumar: o hábito de fumar diminui a imunidade oral, podendo aumentar a incidência de cáries, além de escurecer os dentes e fazer mal à saúde. Se você fuma, um bom incentivo para parar é querer os dentes branquinhos, afinal, quem não quer?

7 – visite o dentista regularmente: parece clichê não é? Mas uma boa limpeza realizada pelo dentista remove a placa e tártaro que se instala sobre os dentes. Essa placa é formada por bactérias que se não removida pode causar cáries e outros problemas bucais como a gengivite e a periodontite.

Não vá nunca para a cama sem escovar os dentes!!!

Além do conselho de escovar os dentes, o creme dental também é um importante aliado no combate às caries. Uma boa higiene dental é fundamental, não só para a boca e os dentes, como também para todo o corpo. Para a realização mecânica da escovação, devemos utilizar uma escova dental que possibilite alcançar todos os dentes da boca, independente da marca ou modelo e uma pasta de dente, também conhecida como creme dental ou dentifrício. Este produto juntamente com a escova, tem o objetivo de auxiliar na limpeza bucal, retirando manchas, detritos e dificultando a formação da placa bacteriana.

Bom lembrar também que cárie PEGA!!! Isso mesmo, a doença cárie é contagiosa sim e se você não cuidar devidamente da saúde bucal e dar atenção à higiene bucal, pode pegar e transmitir cárie através do beijo. Para evitar pegar a bactéria alheia, capriche na escovação e não abra mão do fio dental diariamente, assim você fortalece a imunidade bucal e as bactérias não encontrarão um ambiente propício ao desenvolvimento.

E o flúor? Você conhece a importância do flúor presente nos cremes dentais? Vamos lá: a concentração correta do flúor no creme dental deve ser no mínimo, 1000ppm. O creme dental com flúor é recomendado quando surgem os primeiros dentinhos de leite (em torno de 14 meses), o que muda, é a quantidade colocada na escova de dente. Existem vários meios de utilização do flúor, que podem ser divididos entre coletivos, individuais e profissionais:

  • Meios coletivos – o flúor para combater as cáries é tão importante que foi adicionado à água de abastecimento público. Por lei toda cidade com estação de água deve adicionar fluoreto na composição da água. Quando se ingere a agua fluoretada, o fluoreto que foi absorvido e está circulando pelo sangue irá chegar as glândulas salivares, sendo secretado na saliva.
  • Meios individuais – como já falamos, a escovação com dentifrícios fluoretados, resulta em significativa diminuição do desenvolvimento de cárie. Ao escovar os dentes com dentifrício fluoretado, a concentração do flúor na saliva aumenta. Ele pode ser utilizado por todos os indivíduos de todas as idades.
  • Meios profissionais – existem diversos produtos contendo alta concentração de fluoreto para aplicação profissional, como gel, verniz, mousse, selantes e materiais restauradores liberadores de fluoreto.

Independente do meio de utilização, o mecanismo do flúor é sempre o mesmo, fornecendo íons flúor para a cavidade bucal.

Tenho certeza, estou com cárie, e agora?

A única forma de tratar uma cárie dentária é indo ao dentista. Não existe nenhum milagre ou um tratamento caseiro que elimine a cárie quando já está instalada. Nenhum desses remédios caseiros para cárie vai funcionar, o quadro vai piorar e como a cárie é causada por bactérias, se somente um dente estava com cárie, mais dentes vão acabar sendo atingidos. Por isso, não enrole, vá ao dentista.

O dentista identificando a cárie fará um planejamento do tratamento, que pode ser realizado em apenas uma sessão ou em mais, se tiver mais dentes envolvidos. O tratamento consiste em obturação ou restauração do dente, no qual a cárie é removida por completo, devolvendo a saúde e função dos seus dentes e a estética também.

Se você adiar para resolver um problema simples, o planejamento do tratamento pode mudar, sendo necessário recorrer ao tratamento de canal e dependendo da extensão atingida, digo, o quanto a cárie comprometeu seu dente, será necessário fazer uma coroa, ou até mesmo à retirada do dente, que depois precisa ser substituído por uma prótese ou implante.

Siga as dicas e tenha uma boca saudável!!

Deixe sua resposta